Home > Notícia

Notícia

Foto da notícia

BRT encerra Rock in Rio com quase meio milhão de passageiros transportados

Rio de Janeiro, 26 de Setembro de 2017.

Quase meio milhão de ‘roqueiros’ – ou para quem preferir mais do que seis estádios do Maracanã lotados -, cerca de 8,7 mil viagens (idas e voltas) e uma mobilização que envolveu aproximadamente dois mil colaboradores.  Esse foi o resultado final dos sete dias de serviços especiais criados pelo BRT para atender o público que foi ao Rock in Rio. O Consórcio encerra a operação com avaliação positiva e novos recordes. O mais impressionante deles é o salto na quantidade de pessoas transportadas para o festival. Passou de 260 mil para 480 mil, um aumento de 84%, se comparadas as edições de 2015 e deste ano. 


Com tanta demanda, o número de idas e voltas dos articulados para o Rock in Rio 2017 também teve uma elevação considerável: foram feitas 4.074 viagens a mais dos serviços especiais, um aumento de 87%, em relação ao último festival. Os intervalos de saída entre um veículo e outro foram menores do que um minuto, tempo planejado para escoar o público rapidamente das plataformas dos terminais Jardim Oceânico e Alvorada e não provocar transtorno para quem usava os serviços regulares do BRT.


Entre os pontos a ser destacados estão a atuação da Guarda Municipal, a partir do domingo, dia 17, em estações e terminais estratégicos de passagem de público, o que impediu a atuação de ambulantes e reduziu a presença de cambistas; a distribuição na entrada do local de shows de pulseiras do BRT para facilitar a saída na volta para a casa e a concentração dos serviços em Madureira, Alvorada e Terminal Jardim Oceânico.


Por outro lado, os episódios de vandalismo que aconteceram nesta última semana do festival comprometeram a rotina de quem precisa usar o BRT diariamente. Além das estações Salvador Allende, do corredor Transoeste, e Otaviano, do Trascarioca, cinco articulados que estavam no estacionamento externo do Terminal Alvorada foram invadidos por vândalos, que pegaram extintores de incêndio e descarregaram no piso e nos bancos. Os reparos já estão sendo feitos pelo BRT.


Crédito da foto: Helio José Higino Neto 

COMPARTILHE: Google+